Origem do nome pampa e outras denominações desta pelagem

 


Muitos desconhecem a verdadeira origem da palavra pampa, que no Brasil, passou a denominar uma pelagem de equinos. Internacionalmente, as denominações mais conhecidas desta pelagem são a "Tobiana" (Estados Unidos e grande parte da Europa) e a "Pinto" (na Espanha e alguns países da América Central e América do Sul).


De imediato, faz-se uma relação com o Rio Grande do Sul, pois, como se sabe, os gaúchos também são conhecidos como "dos pampas". De fato, a origem do nome pampa está diretamente relacionada ao Estado do Rio Grande do Sul. Em meados do século XIX o brigadeiro Rafael Tobias Aguiar, vencido na revolta da província de Sorocaba, interior de São Paulo, fugiu com seu exército para o Rio Grande do Sul, onde aderiu à batalha dos Farrapos. A maioria dos soldados montavam cavalos malhados, inicialmente conhecidos no sul como tobianos. Quando do retorno à São Paulo, estes cavalos passaram a ser gradualmente conhecidos no resto do país como os cavalos dos "Pampas" (codinome do Estado do Rio Grande do Sul). Desta forma, o termo pampa passou a ser oficialmente reconhecido, identificando animais de pelagem nitidamente malhada, em um ou ambos os lados do corpo e pescoço, com cauda e crina bi ou tricolores.


Existem algumas denominações regionais para outras variedades de pelagens pampa, fora do padrão normal. Os casos mais comuns são as variedades "bragado" ( o animal tem malhas - bragas - no ventre e/ou costado), "salpicado de branco" ( pelos com pontas esbranquiçadas ou pequenas pintas brancas ao longo do ventre e/ou costados) e "mil flores" ( lembra a pelagem chita da raça bovina Gir). Popularmente, os cavalos Pampa também são chamados de "coloridos", "pintados", "malhados", "estampados".


Nos Estados Unidos, dois outros nomes, além do Pinto, Paint e Tobiano, também são utilizados para denominar cavalos pampas: Overo e tovero. As diferenças entre estas variedades de pelagem pampa são as seguintes:


Paint - significa pintura, sendo nome genérico que denomina cavalos Quarto de Milha malhados.


Pinto - também significa pintura, sendo palavra de origem espanhola, utilizada para denominar cavalos pampa padrão, com malhas irregulares entre o pescoço e a garupa, passando de um lado a outro.


Tobiano - Pelagem pampa padrão, caracterizada por malhas extensas e regulares,, distribuídas entre o pescoço e a garupa, geralmente passando de um lado a outro. Com frequência a cabeça é de cor sólida, apresentando algum tipo de sinal marcante - estrela, luzeiro, cordão, filete, frente aberta e os membros quase sempre apresentam calçamentos. Os olhos são escuros, o que é uma diferença marcante em relação ao indivíduos "Overos".


Overo - As malhas tendem a apresentar forma ovalada ou arredondada, mais irregulares em relação às malhas da variedade "Tobiano", dispondo-se independentemente em cada lado do animal, entre o pescoço e a garupa, predominantemente a partir da região ventral. Geralmente, a cabeça é branca, os olhos são azuis ou esbranquiçados e os calçamentos nos membros incidem em frequência menor. Alguns animais têm marcas de pelagem sólida nas orelhas, nuca, garganta, ao redor dos olhos (formando uma máscara), em um único lado da cabeça.


Tovero - É a combinação o Tobiano e do Overo.


Dos três tipos pelagens pampa que incidem nas raças "Paint" e "Pinto" - Tobiano, Overo e Tovero - somente o primeiro tipo incide no cavalo pampa brasileiro de sela, correspondendo à pelagem Pampa Padrão, variando de acordo com a maior ou menor proporção da área de malhas brancas em relação à área coberta pela pelagem sólida. As características de cada uma destas variedades de pelagens pampas já foram descritas anteriormente.


O nome Tobiano teve origem no século XVII, após a invasão de Buenos Aires pelas tropas do General brasileiro "Tobias de Aguiar". O grosso da cavalaria era composta por cavalos de pelagem pampa, que era praticamente desconhecida na Argentina até aquele momento. Posteriormente, o nome tobiano passou a designar esta pelagem, em uma alusão aos cavalos da tropa do General "Tobias".


- Variedade pampa padrão, predominante no cavalo pampa brasileiro de sela e conhecida como Tobiano em vários países.


A variedade Overo apresenta trés sub-variedades, sendo denominadas:


- "Frame Overo" : A cabeça é quase totalmente branca e as malhas distribuem-se horizontalmente no pescoço e corpo. Os membros geralmente são escuros e os olhos azuis (um ou ambos).

- "Sabino" : A cabeça e os membros são brancos, as malhas circulares, de maior incidência no ventre. Os olhos azuis incidem com menor frequência.

- "Splashed white": Os membros e ventre são brancos e grande parte da cabeça. Há um tipo de máscara de cor sólida ao redor dos olhos. A incidência de olhos azuis é frequente.


A origem do nome Overo é curiosa, sendo palavra do vocabulário espanhol, significando no seu país de origem "como um ovo". Isto porque as malhas que incidem na pelagem do tipo overo são mais regulares em relação à do tipo tobiano, tendendo à forma ovalada. Há muitos anos atrás, na América do Sul, o termo Overo foi usado para designar todos os tipos de malhas nos equinos, inclusive as do tipo Appaloosa (mantada e leopardo). Na Argentina, a palavra Overo ainda é usada para descrever todos os tipos de malhas, à exceção da Tobiana. Nos Estados Unidos, Overo é usado para designar "Paint", mas não o Tobiano.


Esta riqueza de nomes, e variedades de beleza em uma mesma pelagem, faz dos cavalos pampas o tesouro da equinocultura mundial, aumentando o fascínio da criação e gerando a expectativa da imprevisibilidade da distribuição de cores em cada nascimento.


 

 


Voltar