Homozigoto dominante, uma jóia de valor inestimavel

 



( égua preta parida com potro pampa ) Um produto pampa descendente de égua, ou garanhão, de pelagem sólida, jamais será um pampa homozigoto dominante.


Um dos maiores fascínios que envolvem a herança da pelagem pampa é a sua imprevisibilidade na distribuição e formas das malhas brancas. Mas a previsão de um nascimento de produto pampa pode ser infalível, caso um dos pais apresentar esta pelagem em estado de homozigose dominante, ou seja, quando há o emparelhamento de dois alelos dominantes ( TT ) na cadeia de cromossomos. Na literatura internacional, a letra T refere-se a palavra Tobiano, ou pampa na denominação dada à esta pelagem pela ABCPAMPA - Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Pampa. No caso de exemplares heterozigotos, os alelos serão Tt. Nos animais de pelagem sólida, estes alelos serão tt, significando a ausência da manifestação desta pelagem.


A pelagem pampa é comandada por um gene dominante simples. Os produtos pampas jamais nascem de pais não pampas. Pelo menos um dos genitores precisa apresentar a pelagem pampa. Existem três possibilidades de manifestação e herdabilidade desta pelagem:


- Garanhão pampa X égua de pelagem sólida - De cada quatro produtos nascidos, dois serão pampas

- Garanhão pampa X égua pampa - De cada quatro produtos nascidos, três serão pampas, desde que os pais sejam heterozigotos

- Garanhão pampa X égua pampa - Se pelo menos um deles for homozigotos dominante, todos os produtos gerados serão portadores da pelagem pampa.


A partir do acasalamento entre dois exemplares heterozigotos para a pelagem pampa, há uma probabilidade de 25% para o nascimento de um homozigoto dominante., 50% para o nascimento de pampas heterozigotos e 25% para a produção de potros (as) de pelagem sólida.


Nenhum teste genético pode concluir com precisão se um garanhão, ou égua, de pelagem pampa, é homozigoto dominante. Mas existem algumas informações, quando associadas, que podem fornecer evidência do animal ser um homozigoto dominante, podendo ser considerado uma jóia de valor inestimável, tanto em termos de preço de mercado, e como ferramenta poderosa para impulsionar o processo seletivo da massificação da produção de potros e potras pampas em cada geração:


- Pedigree - quando ambos os pais são pampas;

- Teste de progênie - quando o animal em análise jamais produziu um filho (a) de pelagem sólida, principalmente após pelo menos cinco acasalamentos sucessivos com animal de pelagem sólida. A longo prazo, este é o teste mais evidente de que um pampa seja homozigoto dominante;

- Marcadores genéticos - O gene determinante da pelagem pampa encontra-se estreitamente ligado à Albumina, um tipo de molécula protéica, identificada em laboratório como ALB-B, e aos genes do sistema GC - S. Quando presentes no sangue, é um bom indicativo de que o animal é homozigoto dominante. Este teste não é 100% preciso porque estas variáveis também podem ser identificadas no sangue de animais de pelagem sólida, porém em uma combinação de freqüência bem menor em relação àquela detectada no sangue de exemplares de pelagem pampa.


Um exemplo de exame feito em um garanhão nos Estados Unidos:


Nome do garanhão "Pure Luck

Raça: Spotted Saddle

Laboratório: Shelterwood Laboratories, Inc. Carthage, Texas

Resultado: Os fatores genéticos ligados à homozigose dominante para a pelagem pampa são os marcadores homozigotos B ( BB) presentes na molécula de Albumina e os marcadores homozigotos S (SS) presentes no sistema GC. Pure Luck apresentou BB na Albumina e SS no sistema GC. Pure Luck apresentou indicativos de ser um exemplar homozigoto dominante para a pelagem pampa. E desde que os seus pais também são pampas, dificilmente este reprodutor produzira uma prole representada por exemplares de pelagem sólida.


Quando a comprovação de ser homozigoto dominante é definitivamente determinada pelo teste de progênie, os selecionadores podem obter vantagens comerciais, dando garantia do nascimento de produto pampa na venda de coberturas, ou de sêmen.


A melhor maneira para se produzir exemplares de pelagem pampa de preta é conduzir acasalamentos entre pai e mãe de pelagem pampa de preta, pampa de preto e preta, pampa de preta e alazã ou pampa de preta e pampa de alazã


Aos selecionadores de pampa de preto, existe uma teste de DNA que elimina a chance da produção de pampas de alazão. Como esta variedade de pelagem sólida é transmitida como um caractere recessivo, a ausência deste fator ( identificada ela letra "E " ) no exame de DNA de um exemplar pampa de preto, indica que a produção desta variedade de pampa será de maior dominância, sendo classificada como pampa de preta homozigota dominante (EE). Não haverá produção de filhos ( as) portadores da pelagem alazã ou pampa de alazã, independente desta pelagem estar presente no outro genitor (a). Mas ainda haverá uma probabilidade do nascimento de outras variedades de pelagem pampa ou mesmo de outras pelagens sólidas, tendo em vista que a pelagem preta jamais apresenta mecanismo genético totalmente dominante.


Pelo tempo que já é realizado o Registro Genealógico de exemplares de pelagem pampa no Brasil, sob a supervisão da ABCPAMPA, desde 1993, os criadores já deveriam estar atentos quando à identificação de animais homozigotos dominantes, especialmente os garanhões. Esta atitude seria fundamental para a fixação definitiva da pelagem pampa nos plantéis, possibilitando acelerar de forma significativa o processo seletivo. É bom lembrar que muitos exemplares de pelagem sólida, de inestimável valor zootécnico, em termos de morfologia e andamento, vêm sendo descartados a cada ano, pois o objetivo principal desta nova raça é a pelagem pampa. Este descarte não aconteceria através da utilização de garanhões homozigoto dominantes. Quem criar com profissionalismo, ainda verá em seu plantel estas jóias de inestimável valor.




 

 


Voltar